Como preparar os estudantes para o século 21

Um dos assuntos mais comentados na área da educação é “como preparar os estudantes para o século  21”. O que diremos agora parece clichê, mas há uma necessidade mais do que urgente de alinhar os objetivos educacionais, os padrões e os currículos para que reflitam as transformações dinâmicas que ocorrem em nosso mundo.

“Se ensinarmos os estudantes de hoje como ensinávamos os de ontem, nós roubaremos deles o amanhã”. – John Dewey,  filósofo e pedagogo norte-americano.

Estamos vivendo um momento que exige das escolas a mudança de um conhecimento tradicional para uma educação mais abrangente, em que habilidades e competências – como pensamento crítico, resolução de problemas, trabalho em equipe, alfabetização efetiva, habilidades de comunicação e apresentação – são valorizadas e necessárias para a empregabilidade no futuro.

Hoje, com o foco das escolas em conteúdo, ainda faltam aos currículos temas e habilidades que são essenciais para a vida adulta. . É  preciso correlacionar as disciplinas e mostrar sua aplicação prática. Aprender a pensar e resolver problemas é crucial.

Segundo uma pesquisa realizada pela Fundação Lemann, a base nacional comum deveria:

🔸 Ser atrativa para o aluno: os conteúdos ensinados devem ser essenciais para a realidade dos jovens na vida adulta;

🔸 Aliar competências com os conteúdos: os alunos precisam aprender conteúdos, mas é essencial que saibam o que fazer com eles;

🔸 Correlacionar as habilidades: a organização dos conteúdos pode ser hierarquizada, mas as habilidades precisam ser construídas em rede;

🔸 Incluir habilidades socioemocionais: habilidades como proatividade, autonomia, curiosidade e comprometimento podem ser ensinadas em sala de aula. Prova disso é o programa MenteInovadora, que utiliza a metodologia da Mind Lab, uma das líderes mundiais em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias educacionais inovadoras, presente há  20 anos no mercado,  aplicado em instituições de ensino em mais de 25 países. O programa tem contribuído para a formação integral dos alunos, tornando-os  cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar os  desafios cotidianos (Para saber mais sobre o programa MenteInovadora, clique aqui).

Todos os jovens devem estar preparados para as demandas do mundo, construindo conhecimento e habilidades úteis e relevantes. E, para que isso aconteça, são necessários esforços não apenas vindos da área da educação, como investimentos de recursos financeiros, humanos e políticos.

A nossa tarefa, como profissionais da área da educação, é disseminar essa ideia e a importância de preparar os jovens para o futuro. Às vezes, pequenas atitudes, como a forma de ensinar determinada matéria em sala de aula, já fazem bastante diferença.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta